Teste de Neutralização SARS-CoV-2

25/02/2021

É um imunoensaio competitivo destinado à detecção de anticorpos com especificidade para o domínio de ligação ao receptor (RBD) da proteína S1 do SARS-CoV-2, simulando in vitro o potencial de neutralização do vírus (impedindo a entrada na célula e a infecção).
Diferença entre os Testes: O Teste de Neutralização SARS-CoV-2, anticorpos Totais, detecta especificamente os anticorpos que potencialmente impedem a ligação do vírus às células, podendo evitar a entrada do micro-organismo e, consequentemente, sua replicação dentro do corpo. Por isso, são chamados de anticorpos de inibição viral. Já o Teste de Sorologia convencional, SARS-CoV-2/COVID-19, detectam anticorpos do tipo IgG, IgM ou anticorpos Totais, também marcando contato prévio com o vírus, porém não são específicos do tipo neutralizantes.
O momento mais adequado para realização do teste é a partir de 15 dias após o início dos sintomas ou da confirmação da infecção pelo RT-PCR. Os estudos de desempenho do teste mostraram sensibilidade de 66,7% em amostras coletadas até 7 dias após o RT-PCR, 93,3% entre 8 a 14 dias e 97,6% após 15 dias. Após vacina, recomenda-se aguardar 21 dias para coleta.
Ausência de anticorpos neutralizantes neste teste não necessariamente indica ausência de exposição ao vírus. A exposição eventualmente pode ocorrer sem induzir a formação de anticorpos neutralizantes.
Resultados Falso Negativos podem ocorrer no período de "janela imunológica" da infecção, quando a testagem for realizada em momento muito precoce após a exposição ao vírus e os anticorpos ainda não tenham sido formados em concentrações detectáveis pelo método.
Resultados Falso Positivos podem ocorrer após exposição a outras cepas não coronavírus como HKU1, NL63, OC43 ou 229E.
Os resultados deste teste não devem ser interpretados como evidência absoluta da ausência ou presença de imunidade total ou parcial ao SARS-CoV-2. Ainda não está claro na COVID-19 o período de permanência (positividade) dos anticorpos e se realmente conferem imunidade protetora.
Este exame NÃO é indicado para diagnosticar infecção ativa, uma vez que não registra a presença do vírus, como o faz o RT-PCR.
A presença de anticorpos neutralizantes não deve ser interpretada como prova de imunidade protetora contra o SARS-CoV-2. Nenhuma decisão envolvendo medidas de proteção individual, distanciamento social, suspensão de isolamento ou retorno ao trabalho deve ser tomada com base no resultado deste exame.

Novidades | Informações

30/03/2021 | Parabéns Vargem Bonita!
30/03/2021 | Parabéns Campos Novos!
25/02/2021 | Teste de Neutralização SARS-CoV-2
22/02/2021 | O que o Exame Toxicológico identifica ?
19/02/2021 | Parabéns Tangará!
18/02/2021 | Parabéns Piratuba!
17/02/2021 | Parabéns Capinzal!
30/01/2021 | 30/01 - Dia da Saudade.
24/01/2021 | 24/01 - Dia Internacional da Educação.
01/01/2021 | Feliz 2021